Embora cães e gatos ganhem de longe na preferência de quem ter um bichinho de estimação, há, porém, aqueles que optam pelos peixinhos de aquário. Pequenos, de cores vivas e reluzentes, bem menos trabalhosos e dispendiosos, eles muitas vezes ainda integram a decoração de um ambiente.

Por outro lado, questionam alguns, os peixes não permitem uma interação com os donos, nem mesmo os reconhecem. Mas será que não? Há controvérsia. Um novo estudo divulgado por pesquisadores da Universidade de Oxford e da Universidade de Queensland, identificou, pela primeira vez, uma espécie de peixe tropical capaz de identificar a diferença entre rostos humanos.

A equipe provou que esse tipo de peixe (Toxotes chatareus) foi capaz de aprender e reconhecer rostos com um surpreendente nível de precisão, um feito que depende de recursos de reconhecimento visuais sofisticados. 

Eles poderiam distinguir um rosto entre 44 outros. Os autores do estudo explicam que o reconhecimento de um rosto humano em meio a muitos outros é uma tarefa difícil, principalmente devido ao fato de que todas as faces humanas partilham as mesmas características básicas, como dois olhos acima de um nariz e boca, portanto, para contar as pessoas separadas, devemos ser capazes de identificar diferenças sutis em suas características. 

Então, se os peixinhos de aquário estão na sua preferência entre os bichos de estimação, não tenha problemas em conversar com eles.