Um dos temas mais abordados ultimamente a prevenção contra o Aedes aegypti, inseto transmissor da zika, dengue e chikungunya. Mas você sabia que os mosquitos também podem causar doenças em cachorros? Uma delas é a dirofilariose, doença parasitária provocada por vermes que se alojam nas artérias do coração dos cães. Muitas vezes assintomática no início, a doença, conhecida como “verme do coração”, pode levar o animal à morte.

No último estudo sobre a incidência da doença no país, foi constatado que a frequência média de infecção foi de 23,1%; ou seja, quase um entre quatro cães. O estudo anterior, de 2011, havia regitrado uma incidência bem menor, de apenas 2%. Em Salvador, o índice é de 20%, e em Lauro de Freitas, 20,3%.

A DOENÇA
A dirofilariose não apresenta sintomas no início, o que dificulta que o tutor do animal perceba que ele está doente. “Na maior parte dos casos, os sintomas como tosse, emagrecimento, dificuldade para respirar e intolerância ao exercício só são aparentes após alguns meses da infecção”, afirma Norma Labarthe, pesquisadora responsável pela pesquisa.

O diagnóstico só pode ser feito por um veterinário.

PREVENÇÃO
A prevenção da doença pode ser feita com antiparasitários disponíveis no mercado ou com o produto injetável ProHeart SR-12, novidade no mercado trazida pelo laboratório Zoetis. “O ProHeart SR-12 contém um sistema de microesferas lipídicas que liberam a moxidectina de forma lenta aos tecidos, permitindo que o animal permaneça protegido contra infecções por um período de 12 meses”, explica o diretor de Animais de Companhia da Zoetis, Tiago Papa.